Alimentação Saúde & Bem Estar

O que é preciso saber sobre o ômega 3?

setembro 04, 2019Você Chic Bonita

Oi Amores,
Nunca se falou tanto sobre a suplementação com ômega 3 e já há inúmeros trabalhos demonstrando seus benefícios à saúde, sendo cada vez mais recomendado por médicos e nutricionistas. 

Porém, como qualquer tipo de suplementação, é essencial que sejam observados diversos fatores como a indicação, o tipo de benefício desejado e, especialmente, a qualidade do produto selecionado.




“Os ômega 3 são ácidos graxos polinsaturados essenciais – substâncias que nosso organismo necessita, mas não é capaz de produzir, devendo estar presentes na alimentação.

Dentre os mais importantes ômega-3 estão o ácido docosahexaenóico – DHA – e o ácido eicosapentaenóico – EPA, encontrados nos peixes de águas profundas”, afirma a Dra. Maria Inês Harris, Consultora Científica da Biobalance e Diretora do Instituto Harris.


É possível obter o ômega 3 necessário para nosso organismo pela dieta tradicional?


Essa proporção pode ser relativamente melhorada pela ingestão de grandes quantidades de peixes como o salmão ou o atum, por exemplo, mas para retomar o equilíbrio entre os dois tipos de ômega faz - se realmente necessária a ingestão de ômega - 3 na forma de EPA e DHA, que não podem ser convertidos em ômega - 6, como ocorre com o ácido linolênico, um ômega - 3 obtido de óleos vegetais – como por exemplo o óleo de oliva.


Qual a quantidade diária de ômega 3 que devemos consumir?


no mínimo 1 g de EPA DHA diários, para evitar o surgimento de doenças cardiovasculares.


O que é preciso observar em um suplemento de ômega 3?

O principal aspecto a observar é a pureza do suplemento, uma vez que as capsulas de óleo de peixe não concentrados apresentam em sua composição apenas uma pequena percentagem de EPA e DHA (cerca de 20-28%), sendo o restante composto de ômega-6 e ácidos graxos saturados, que prejudicam o efeito dos ômega-3.

Deve-se portanto ingerir cápsulas com elevado teor de EPA e DHA.

Leia também

0 comentários